terça-feira, 23 de junho de 2009

Doce Veneno

Há tanta coisa errada nesse mundo - vasto mundo, e tanta gente calada, engolindo a seco a farofa do dia-a-dia, que na Criação Divina, algumas pessoas nasceram com o dom de falar. Essas pessoas são conhecidas como estouradas, nervosas ou rebeldes sem causa. Acho um tremendo absurdo criticá-las assim, até porque alguém precisa abrir a boca para ‘chacoalhar’ o errado. Talvez eu diga isso só porque faço parte do seleto grupo daqueles que não conhecem o sabor de um belo sapo. Mas não chego ao extremo. Posso controlar minhas palavras se o resultado disso for mais benéfico do que a verdade bradada aos ventos (porque normalmente, quem deveria ouvir, não ouve. Esses estão mais preocupados em defender seus brios, arrumar respostas feitas que normalmente não tem sentido algum). Quando alguém me irrita muito (e podem ter certeza que isso ainda demora), meu pavio ( que é curto, mas ainda assim o possuo!), estoura de tal forma que não posso controlar. Nos últimos meses ouvi muita mentira a meu respeito e aproveitei para colocar em dia todo o repertório de palavras esdrúxulas que eu conhecia. É claro que não adiantou muita coisa, pois, como eu disse no início desse post, há tanta coisa errada no mundo, principalmente porque existem pessoas erradas também. Quando eu era criança, por ser muito tímida, engoli não só sapos, mas pepinos, abacaxis inteiros por não ter coragem de me expressar. Hoje, com o temperamento absolutamente diferente e, sendo muito mais respeitada por isso, não me faço mais de rogada: digo o que tenho vontade e quem quiser me criticar, que o faça. Simplesmente porque se outros pararem de dizer mentiras a meu respeito, eu terei que parar de dizer verdades a respeito deles. E tenho dito!



5 comentários:

Euzer Lopes disse...

Engraçado... semana passada aconteceu algo comigo. Vou contar:
Meus amigos vivem em pé de guerra com os nervos... E pra explodirem, não precisa muito.
Adivinha quem é o saco de pancadas oficial deles? Eu!
Pois bem, semana passada eu estava meio "sorumbático" (quieto). Estava de mau humor e quando fico assim, prefiro ficar no sossego, na minha.
Pois começaram a me incomodar... Até que uma mal amada começou a gritar (isso mesmo, gritar) comigo, dizendo que eu era fresco, egoista, que eu não tinha o direito de passar meu mau humor pra ninguém.
Dei um berro (CHEGAAAAAA) e saí.
No dia seguinte, um me liga e diz que eu não tinha o direito de gritar.
Detalhe: todo mundo grita e eu tenho de suportar. Quando sou eu...

Bekinhaa disse...

O texto pareçe bem comigo, antigamente eu naum tinha argumento p/as coisas, hj eu já tenho.
e quando já to de saco cheio eu fiko tao nervosa ke acabo falando um mont de merdas, naum me seguro.
Parabens pelo blog!
=D

diegudinho disse...

Pois é, eu era uma dessas pessoas que engolia seco, ficava sempre calada. ETC...

David - Info Tecki disse...

Infelizmente tem muita gente que fala demais de pessoas que conhecem muito pouco ou quase nada!
Por isso não devemos engolir em seco e deixar pra lá, pois, assim como disserem -erroneamente mais disseram- mentiras a nosso respeito, devemos (obrigatóriamente) nos defender.
http://infotecki.blogspot.com

KaKa Fuinha disse...

sou que nem vc... num sou de levar desaforo pra casa... mas tambem num brigo por qualquer coisa



http://blogdatolinha.blogspot.com/