terça-feira, 27 de outubro de 2009

Sorvete Colorê

Toda infância teve um parque de diversões. Posso dizer então que fui privilegiada, pois na minha tiveram dois: o famoso Tivoli Park, de Orlando Orfei, situado na Lagoa, Zona Sul do Rio de Janeiro e o pequeno Shangai, na Penha. Minhas lembranças mais remotas de tobogãs, grandes brinquedos coloridos, com luzes e movimentos renascem dos passeios feitos nesses lugares, quando ainda era bem pequena. Eu gostava particularmente dos carrinhos bate-bate, do carrossel e tinha um pavor horroroso da Conga, a Mulher-Gorila. E é claro que também tinha muito marmanjo correndo feito louco na hora do “Calma Konga!!! Volte Konga!!!”. Meses atrás tive a oportunidade de conhecer uma nova versão da Conga, chamada Monga, no Parque Guanabara, em Belo Horizonte. Pude então reviver a emoção infantil que eu sentia. Alguns brinquedos eram famosos no Tivoli, como o Bicho da Seda (ou Amor Express), o Trem Fantasma, a Roda Panorâmica, o Chapéu Mexicano e o Rotor. Infelizmente o Tivoli passou por uma fase sombria que envolveu um estupro na “Casa das Bruxas” e um acidente na “Gaiola das Loucas”, comprometendo a credibilidade do parque. Em 1995, o então prefeito do Rio, César Maia, ordenou o fechamento do local. Acabavam ali 23 anos de maravilhosas tardes de fim de semana que tinham sempre diversão garantida. Atualmente, podemos contar apenas com o Terra Encantada, parque de diversões que prometeu sucesso na sua inauguração, há alguns poucos anos, mas que hoje jaz quase esquecido na Barra da Tijuca, sem quase nenhum movimento e que passou por uma fase parecida com o parque de Orlando Orfei: abriu seus portões durante a noite para festas e, inclusive, bailes funks. Sinto falta de um espaço seguro onde as crianças passem as tardes se divertindo, onde tenha o inesquecível Festival do Sorvetão. A última vez que estive no Shangai, os brinquedos pareciam sucatas. E o Tivoli está apenas em minhas lembranças e na memória de uma geração que nunca o esquecerá.

4 comentários:

Pobre esponja disse...

Recordar é viver. Não conheço o Rio, mas o Playcenter, aui em Sampa, me traz muitas boas lembranças.

abç
Pobre Esponja

Annie Farokh disse...

A infância está mudada,e a forma como a tratamos tmb. As crianças de hoje em dia são muito mais "adultas" do que fomos na nossa época.
Ah,que saudade de brincar de elástico,tamaré 1,2,3. Agora,as crianças só sabem dizer: twitter,msn,orkut.

Artilheirosoueu disse...

ontem fui ao shangai levei minha filha la la tava cheio mais mudou um pouco não tem + montanha russa não é um tivoly nerm uma terra encantada + da pra se divertir muito e não é caro

Maria Angélica disse...

Freqüentei muito o Tivoli............
Que saudades!!!!!!!!!!!!