sábado, 24 de abril de 2010

A nada mole vida adulta

Economia, Liderança, Direito, Contabilidade, Filosofia, Matemática Finaceira...ufa... e é só o começo. Isso explica um pouco a falta de atualizações desse blog? Pois é... minhas aulas na Universidade Paulista (UNIP) começaram e o meu tempo anda escasso! Mas eu volto, não se preocupem. Agora, preciso ir ali estudar.

sábado, 3 de abril de 2010

Bon Bini! (Bem-vindo em hopês)

Voltar a ser criança, enfrentar os limites do corpo, pôr a emoção à prova, testar a adrenalina, empanturrar-se com sanduíches e refrigerantes de tamanhos só vistos em desenhos animados: tudo isso é possível num único lugar, o Hopi Hari, eleito pelo oitavo ano consecutivo o melhor parque temático do Brasil. Neste feriado da Semana Santa resolvi retornar ao local, depois da minha última visita ao parque no ano passado.

O tempo estava nublado pela manhã, mas logo que passei pelo “Imigradero” do país Hopi Hari, o sol abriu com toda a força. As filas dos brinquedos estavam gigantescas, de forma tal que não foi possível andar em muita coisa, mas o passeio pelas “cidades”, em especial Wild West, que possui uma temática de faroeste, valeu o dia. Pude também pela primeira vez, assistir a um filme em 3D no Cinetríon, atração que fica bem no início do parque, o que achei demais. Fiquei na vontade (pela falta de coragem) de enfrentar o Hadikali, uma queda livre de 53m de altura e 120km por hora, mas, como ganhei ingressos cortesia para voltar no mês que vem, aposto que não irei resistir. Deve ser uma sensação única e indescritível.

No final da tarde caiu um temporal no parque, fato que não pôs fim à diversão. Recomendo o passeio. Quem já foi sabe que o dia se torna inesquecível. Para quem nunca foi e pretende ir, digo de antemão que é preciso levar boa quantia em dinheiro. As coisas dentro do parque são muito caras (a ponto de uma bola de sorvete custar R$5,50) e um lanche não sair por menos do que R$18,00 por pessoa. E aqueles que pretendem enfrentar os brinquedos “molhados” como Rio Bravo ou Spleshi, levar uma muda de roupa para não passar frio no final do dia! Ficam as dicas!