quarta-feira, 13 de junho de 2007

Registros de W.C.

Está lá, exposto na portaria do mural do meu edifício: um aviso quase em letras garrafais de que algum indivíduo jogou algo de tamanho superior ao permitido, no vaso sanitário, entupindo o cano de esgoto e causando um estrago incomensurável na coluna de apartamentos contrária à minha (ainda bem).

A vítima maior foi uma senhora do segundo andar, que ao puxar a descarga, teve todo o seu banheiro inundado de (...). É, isso mesmo. E é desta forma, com três pontinhos que foi registrado pelo síndico numa circular colada ao lado dos elevadores. Inundado literalmente de merda de todos os andares. Dez andares acima dela.

A coisa em si não parou por aí. A privada da mulher do segundo andar transbordava tanto esgoto que toda a sua casa ficou imunda, assim como o corredor do seu andar, causando estrago até mesmo no elevador, quando o líquido pútrido invadiu o vão da porta. E fico imaginando o super agradável odor de tudo isto...

A coisa só parou quando foi descoberta a culpada de tanto estrago: uma fralda de bebê. Exatamente. Algum morador sem noção nenhuma de que é impossível passar uma melancia por um buraco onde só passa um limão, jogou privada adentro uma fralda descartável e puxou a descarga. Uma fralda grande. Quiçá GG. Não me pergunte como é que aquilo conseguiu descer, mas desceu. E levou junto com ela, dez andares fecais para o pobre apartamento do segundo andar.

Depois dessa, aprendi uma lição para vida toda: como morando em sociedade você sempre vai ter reflexo também daquilo que os outros fazem, se quer morar em prédio, escolha sempre os andares mais altos. Assim, evita-se qualquer surpresa desagradavél até mesmo na hora de usar o seu tão limpinho banheiro.

13 comentários:

Caio Flávio disse...

Mas de algum jeito a vida de outras pessoas influência...!
Mas desse jeito é uma merda literalmente!!!
Que o gênio da fralda num chegue por aqi!

Dragus disse...

Que história bizarra...

O sistema de descarga do seu prédio é bem ruim, pois não deveria acontecer tal refluxo. o.o'

Multaram a pessoa? Lincharam? Mandaram ao menos ela limpar?

Abraços e boa sorte. =p

-------------------
Sim, existem outras partes do conto, é só ver na barra lateral esquerda do blog ou clicar no marcador abaixo do post.

Bruno disse...

Ai, caramba! Fiquei chocado, nem sei o que comentar.

Boa dica, vou anotar essa!

Mapa do meu nada disse...

que horror...

credo...

haiuahauhuahauiahiha

sem comentários

Ataualpa S.Pereira disse...

Prova concreta de que viver em comunidade sem um mínimo de noção de espaço só da em M-E-R-D-A!

Um abraço!

Wallacy disse...

Que noooojo! Nunca morei em prédio, mas continuo preferindo minha casinha! xD

Mariliza Silva disse...

Querido amigo blogueiro

O endereço do meu blog mudou: Favor atualizá-lo. Só o nome mudou, mas eu continuo a mesma!rsrsrs

http://tempodesaturno.blogspot.com

Beijão e depois volto para te curtir mais
Mariliza

Deivid:::: disse...

hauahsuhausha credo
by vicilinus

Sanderson disse...

Nossa transbordamento de privada...ningém merece!!!

Hahaha...Eu gostei do seu Blog, tem um conteúdo bem interessante!
Continue sempre assim!
Muito sucesso a vc!!

Bjus!


acesse:
www.djsander.blogspot.com
Definitivamente sem concorrência em música eletrônica!

Luciano Russeau disse...

Olá.
Essa sim é a verdadeira "Estória da Vida Privada",hehhee.
Perdão,não aguentei perder a piada.

Adorei o estilo do seu blog,o seu parque é muito legal,passeei por alguns "brinquedos" e achei-os muito bons.
parabéns.

Mariliza Silva disse...

Como dizem: "Curuz credo"!!!

Não quero nem pensar passar por um babado desses! Coitadinha dessa dona!

Carolzinha

Conta aí, onde tá morando, que tá fazendo? conta vai!

Beijão

Mariliza

Alf. disse...

auhauahauha ainda bem que já jantei... ainda bem... iuahaiuahaiuah

Mas é assim mesmo, nós que residimos em "cidades verticais" é assim... acontece de tudo um pouco. ;b

bjo;**

B. disse...

Putz grila... eu tive ânsias de vômito imaginando a cena inteira. Eu teria um chilique tão grande que abalaria o prédio inteiro se isso acontecesse comigo... santa ignorância, Batman!

Expulsaram a pessoa do prédio?