segunda-feira, 14 de maio de 2007

Fatos bizarros do cotidiano

Você está sentada no ônibus nosso de cada dia, quando pára num sinal. Está lá, ouvindo seu MP3, distraída, quase um Dalai Lama em Nirvana, quando ouve alguém lhe chamar do lado de fora da janela.

-Psiu, Psiu, psiuuuuuuuuu.

Você escuta cada vez mais insistentemente, mas afirma que deve ser com qualquer um, menos consigo. Continua lá, no seu autismo absoluto, já chateada com aquela pequena interrupção, mas a insistência começa a incomodar e lhe tira a concentração. Inevitavelmente você olha. E instantâneamente reconhece seu amigo que não vê há meses.

Na mesma hora ele lhe faz um sinal com o celular, num gesto para que você anote o número de telefone, afinal, ele quer entrar em contato, ainda que você esteja com uma preguiça sobrenatural de pegar o seu celular para anotar o número e mais ainda para entender o que aquela criatura sumida balbuciava entre mímicas assustadoras.

Quase em câmera lenta, seu celular é retirado da bolsa e, quando você se vira para a janela para interpretar aquele diálogo de surdos e mudos, o ônibus arranca. E você ainda vê o indivíduo abrir os braços e a boca, enquanto ficava para trás, até sumir de vista.

Lamentando, volta a guardar seu aparelho de volta e, enquanto prepara-se para voltar ao seu sossego musical, eis que ouve de uma senhora ao seu lado, que presenciara toda a cena:

- O mundo está perdido mesmo. O cara canta com um "psiu" e a garota que ainda liga. No meu tempo, era tudo muito diferente.

Isso é o que dá julgar um livro pelo seu filme ! É por essas e outras que eu preciso urgentemente aprender a dirigir.

22 comentários:

Marcelo disse...

Hahahahha...Meu, perfeito seu texto!!!
Amei a forma com que descreveu essa cena.
Parece meus ataques de fúria em meu blog.
Muito bom, menina, muito bom mesmo.
Nem vou falar nada sobre a senhora e "seu tempo melhor" mas seu texto, a forma com que o escreveu me fez sorrir aqui.

Beijos, mocinha.
Adorei!!!

Bruno disse...

Ah, mas é tão divertido andar de ônibus...

Sebastiao Moura disse...

UHAuHAuhUahhA... Ótimo!

Aprenda mesmo a dirigir, é divertido!

Mentecapto disse...

kkkkkk
Muito bom!
Eu jogava o celular pela janela pra vc!!
kkkkkkkk
Muito bom seu blog! Se quiser podemos falar em parceria depois!
Agora vim agradecer o comentário no "Mentecapto do Mundo"... muito obrigado!
E espero q o leia e comente...
Pois é lah q estarei!
Bjos ;)

B. disse...

HAhahahahahahaa

Desculpa, eu não pude evitar a gargalhada. Mas imaginar a cena é hilário e o comentário depois... putz!

E ah, você não é a única que precisa comprar um carro, não mesmo. rs

Ataualpa S.Pereira disse...

Olá, sou novo por aqui e já tive uma ótima impressão!

Muito divertido seu texto, muito mesmo.

Um abraço!

ana lemos disse...

muito bom!!
não esperava, mas fiquei feliz com o comentário no meu blog!
Gostei do seu, vou voltar outras vezes!
bjos

Caio Lemos disse...

uAHhuahuAHUHUahuHUAHUA...
A velha pegou o onibus andando!

mais sorte da proxima vez!

adorei o texto, adicionei seu blog na minha lista de blogs, vou sempre visitar =]

beijo!

Dinamene disse...

Nem me fale.. acontece cada uma dentro de um ônibus..
E sempre tem alguma velhinha pra fazer um comentário espirituoso!
Rsrs...

Beijos

Ana Luíza Catabriga disse...

parei em seu blog
num resistir tive que ler
esse fato até o fim rss
não consegui me conter huhauha
Ta mto bom!
Bjo

Yuri disse...

Putzzzzz !

que péssimo ! hauhauhauha

esqueci de por o link! =/

já concertei lá!

brigadão pelo toque carol..

bjão!

Alf. disse...

auauahuahauahuah logo no inicio eu pensei que fosse um trombadinha querendo fazer "uma geral" no mp3... ueuheueh olhando por esse lado nem foi tão ruim assim ne?!... euheueheuh

;*bjo

Nilza disse...

Oi..menina!

Como sempre escrevendo super bem..relatos interessantes e bem humorados..embora eu fique imaginando seu rosto e sua expressão a olhar o rapaz....hahahahahahahahaha..rindo muito.

Beijos e continue escrevendo

Carol disse...

Fazendo teste... hehe ^^

Milena Almeida disse...

Hahahaha, sensacional! Ele podia facilitar as coisas e pedir o seu!

Bjkssss!

Thor Croix disse...

dirigir não vai resolver esse tipo de problema, é apenas uma desculpa, muito nada a ver, que vc da a vc mesmo para justificar a vontade que vc tem de dirigir, de ter seu carro, etc.

Mantis disse...

Ahahaha....essa foi boa...sempre tem uma velhinha e seus pré-conceitos inabaláveis. Beijos!!!

Luana disse...

huahuahuahuahuahuahahuhaua
essas coisas ja aconteceu comigo, e nao foi só uma vez não! kkkkkk :x
essas historias de ônibus são as melhores! eu tbm preciso aprender a dirigir, já entrei na auto escola, só falta passar na maldita prova do detran que ainda não tive essa felicidade! haha :***

Milene Maciel disse...

Rsssss*
Adorei!!

Vivo me dizendo isso!
Mas enquanto não aprendemos, dá pra nos divertirmos um pouquinho com situações como essa!
=D

Beijos Caroline!

Alf. disse...

por onde andas, moça?

Edson Marques disse...

Caroline,



se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.



abraços, flores, estrelas..

Mapa do meu nada disse...

amei seu texto, voltarei aqui mais vezes...


é com fatos bizarros como estes, que a vida não se torna uma terrivel rotina