terça-feira, 29 de junho de 2010

Exercitando a Paciência de Fim de Dia


Hoje eu estava voltando do trabalho para casa dentro de um ônibus lotado. Ônibus são veículos singelos, imagino que meus leitores achem o mesmo. Esse ônibus, na verdade, era uma viatura militar e, como se poderia esperar, estava abarrotado de militares. Uma variedade incrível de gente falando ou tentando se mexer em qualquer ínfimo metro cúbico. Mas o fato de ficar em pé toda uma viagem nem me incomodou tanto dessa vez, como me incomodaram os próprios passageiros. Refiro-me ao povo do fundão. A galera que senta em fundão de ônibus, habitualmente, é aquela que gosta de zonear. A galera que senta em fundão de ônibus militar é jovem, quase sempre recrutas ou soldados que ainda não aprenderam a se comportar (nada contra a classe, tenho muitos amigos nela, mas tudo contra o excesso de infantilidade). Quando se juntam em bandos, a zona vira avacalhação. E, quando você decide, inocentemente, prestar atenção naquilo o que acontece lá atrás, começa a se envergonhar. Sim, você se envergonha de conhecer aquela gente e, principalmente, dividir o mesmo meio de transporte. Garotos jovens possuem a testosterona aflorada, é fato. A vontade de aparecer e de achar que toda aquela bagunça é algo muito bonito e que todos os passageiros devem estar se remoendo por não participarem da farra traseira é latente. Papo descabeçado, risadas altas e descontroladas, zoação entre os membros dos grupos e uma fanfarra sem sentido algum fizeram com que nós, tranqüilos passageiros da parte da frente do ônibus, nos entreolhássemos entre suspiros impacientes. O que eu mais gostei mesmo foi quando um dos passageiros resolveu comentar, ironicamente: - Isso aqui está pior que aqueles ônibus que levam os bóias-frias para a zona rural. O bóia-fria é pobre, mas é educado, sabe se comportar, não faz isso não. Acho que nem a torcida organizada do Flamengo!

É por essas e outras que eu preciso aprender a dirigir e comprar um carro. Now!

9 comentários:

Minerva disse...

Ai nem me fale....
Tem pessoas que não respeitam o cansaço dos passageiros...

joão victor borges disse...

Sinto em todo ônibus de 12h e 18h com os alunos da Prefeitura. Como você disse, nada contra eles, mas tudo contra quando brincadeira vira falta de educação.

http://anpulheta.blogspot.com

Ítalo Richard disse...

Poxa ninguém merece, nem os ônibus militares escapam hein?! Os hormônios a flor da pele dos jovens não justificam tamanha baderna!

abraço, blog super legal! Visual bacanérrimo!

abraço,
www.todososouvidos.blogspot.com

jaka disse...

como vc disse é fase, e fases passam, eles desabafam vc desabafa e assim é a vida, cada um no seu galho.

Plugaaki disse...

depende de quem voce anda no onibus, se voce vai conversando com uma pessoa legal fica tudo bem, agora se tá abarrotado de gente que se voce der um pio morre, fudeu!

Fabiano disse...

acredito que essa falta de maturidade é típica da idade. quem um dia não sentou no fundão do ônibus para literalmente "zuar" com a galera? quem não o fez é pq tinha uma personalidade mais retraída. acredito que desde que não haja falta de educação, o brincar não atrapalha em nada.
entenda que tb detesto barulho ainda mais quando tenho que voltar pra casa e eventualmente pego um ônibus, mas entendo que toda bagunça no fundão é típico da idade de quem está por lá.

Rodrigo Ferreira disse...

Essas Pessoas que vão de Onibus parecem que está tão apressado que paraece que vai tirar o pai da forca.
Pro isso que vou sempre a Pé.
Quando tiver trabalhando vou comprar um carrro tbm rs

bjus

Daniel Silva disse...

faz tempo que não ando de ônibus, e dou graças por causa disso. tem dias, horários e situações infernais. o brasileiro sofre muito!

abraço

Gui disse...

Vicii, hj as criticas estao td sobre os "criticadores" do idolos..HAHA