domingo, 28 de fevereiro de 2010

Mudanças no Blog

A verdade é que depois de alguns acontecimentos na minha vida, ando me sentindo um pouco mais amadurecida do que antes. E é claro que os vinte e cinco anos refletem uma fase incrivelmente estranha na vida de uma mulher. Primeiro por estar na metade do caminho que leva à vida balzaquiana e, segundo, por estar, ainda, ligada à juventude dos vinte. E, envolta nesse meio termo, muitas coisas podem se tornar confusas. Enquanto o lado mulher está aflorado, o lado infantil ainda tenta conter as rédeas. Enfim, isso tudo para explicar a nova fase do blog (que pode durar pouco ou bastante, variando tanto quanto o humor), sei lá.

Existe uma etapa na vida que somos quase que obrigados a passar, é aquela fase em que vamos dando a cara à tapa e nos decepcionando a cada esquina. Agora estou mais cética quanto às pessoas, infelizmente. Em contrapartida, sinto-me capaz de muita coisa e já não me iludo tão facilmente. E isso vale também para sentimentos. O ruim é ser mal interpretada por pessoas ainda não resolvidas emocionalmente.

Bom, talvez seja este o Post Inaugural de 2010, apesar de terem tido outros. Os tempos de blog estão sendo um pouco mais escassos para mim, mas é quase impossível largá-lo no limbo da blogosfera, afinal, lá se vão seis anos de blogueira. Muitos blogs que nasceram na mesma época que o meu, não sobreviveram, por diversas razões. Eu me viciei nisso, fazer o quê?

Esse será um ano bem agitado. Viajar. Conhecer. Desbravar. Tenho alguns roteiros para descobrir no decorrer de 2010. A vida é isso. Descobertas, vivências e convivências. Até então o meu ano tem sido bom, mesmo com uma perspectiva bem pequena de sair da roça (lugar onde moro por força de trabalho e conveniência da Força Aérea) em tempo rápido demais para me deixar satisfeita. Mas compenso me divertindo até não poder mais. E não posso acreditar em pessoas que vivem seus dias tediosamente dentro de casa, encasquetando problemas, fumando o tóxico ar da falta de liberdade. Eu não consigo! No lugar dessa gente eu estaria é me acabando...

3 comentários:

Palestrante disse...

olá... eu já passei por essa fase e hoje tenho 30 ... uau... como é diferente fazer 30 anos.
e sei q compartilhar essas experiências é tudo de bom. Tenho menos de um mês como blogueira e tenho visto q escrever faz muito bem.

abs

Nêlma disse...

Me identifiquei com aquelas palavras. Estou na fase dos 25.
Boa sorte pra vc nessa nova etapa.
Tudo de bom.

Gabriel disse...

Essas mudanças são interessantes, porque notamos todas elas. Eu fiquei assim, aos 22 anos.

Pra mim essa idade é meio cruscial para notar as diferenças. E como você citou, tornei-me mais cético para relacionamentos, decepções e surpresas. É um pouco frio admitir isso mas é a verdade, talvez isso seja um fardo que a experiência nos impoe, pois nada é mais novo como antigamente.

Gostei.
Grande abraço.