quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Eficiência é o nosso lemon...


Quando o nível de escravidão no seu trabalho atinge níveis estratosféricos, é hora de sentar e tomar uma limonada. Ou quem sabe duas. Um litro, talvez. Melhor dois, para não faltar.

Três?

Nunca contei isso aqui, mas sou viciada em "suquitcho de limon" e, nos últimos tempos, já que não bebo cerveja e Coca-Cola não é água, afogo minhas mágoas com os pacotinhos de TANG. Sim, caros leitores, sem TANG não sobrevivo. E eu não estou ganhando nenhum cachê para falar sobre isso aqui, mas comprem TANG. Só não viciem porque pode faltar no mercado. E crise de abstinência me deixa muito mal humorada, sabem como é, né?

Enfim, falei do TANG, mas o que eu queria dizer mesmo é que me impressiono comigo às vezes. Mesmo com muita preguiça, o que obviamente significa maior lentidão de raciocínio e menos produtividade, eu terminei tudo o que tinha para fazer no dia de hoje. Por favor, aplaudam minha competência. Clap clap clap!!!


UPDATE: Comentário do Mário muito engraçado. Não tinha parado para pensar...

5 comentários:

Mário Sérgio disse...

Também sou viciado no Tang. Principalmente o clássico Tang Laranja, que APARENTEMENTE falta no mercado.

Na verdade, ele está lá numa caixa fechada. Atrás do Tang Tangerina.

Fábio Flora disse...

Adoro o Dell Valle de uva, delícia! Abraços e sucesso com o blog!

Daniel Silva disse...

Tang é clássico. Faz tempo que não tomo. Boa lembrança!

Abraço

Rodrigo The Rock disse...

E o bom e velho Ki-Suco, alguém lembra?

Gleica disse...

HASHIAUHSUAHUAHS eu tbm ri com essa do Mario.

Faz tempo também que não bebo Tang, aqui em casa só é MID agora hahaha.