terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Pra não dizer que não falei das flores

Muito tem se falado a respeito dessa nova edição do BBB 8 e eu não quero chover no molhado acerca do mesmo tema em que algumas dezenas de blogs já se infiltraram. Preferi me calar até então, deixar passar o alvoroço de toda re-estréia, mas dessa vez me rendi ao assunto, pois é preciso que se reflita com atenção a algumas mudanças extraordinárias que percebi ao longo dessas semanas de confinamento.

É sabido que alguns participantes fumam, porém, diferentemente das edições anteriores que a fumaceira comia solta, por motivos os quais não sei, mas imagino o porquê, os episódios têm sido editados de tal forma que o senhor cigarrete ficou relegado a segundo plano. E não me refiro aos assinantes de Pay-Per-View, mas na edição normal do programa, não vi em momento algum, qualquer cigarrinho aceso que fosse dando o ar de sua graça (mesmo que eu o ache absolutamente sem graça).

Bial é outro que tem demonstrado sinais de completa intolerância com os erros alheios. Diferentemente daquele apresentador que mais parecia um pai passando a mão na cabeça dos filhos, nesta edição mostrou-se mais carrasco quando as regras estão em jogo. E, se brasileiro gosta de um bom motivo para assistir Big Brother Brasil, depois de tantas edições sem perder a graça, não meço linhas ao dizer que o atrativo desse são as pequenas monstruosidades e privações cujas quais são submetidos os participantes. Afinal, o povo já cansou de ver festas e boa vida o tempo todo, né? Para ganhar essa bufunfa toda é preciso sofrer um pouquinho!

Enfim, se o Reality Show resistir a mais novas futuras edições, preparem-se: minhas previsões revelam um programa ecologicamente correto com tendências masoquistas. Depois desta edição, confesso que até eu teria medo de me inscrever para o próximo!

12 comentários:

mauro barth paiva junior disse...

legal seu texto vc ta de parabens ó nota 10...
::::vlw::::

Bittersweet disse...

mto bem reparado , e realmente ficar numa casa cheia d mordomias pra ganhar um milhão é mole demais. Gostei do blog, depois vou dar uma olhada nos outros textos, se estiverem nomesmo nivel então tão legais qto este!

O Enxadrista disse...

Acho que esse programa já deu o que tinha que dar, tanto que ele está com a menor audiência das 8 edições.

Ademais, não acredito na lisura deste programa. Creio que ganha quem a Globo quiser.

Abraço.

o'Ricci disse...

não sou particularmente fã de BBB... na verdade não gosto at all. Mas o estilo de sua resenha, ou ensaio, se preferir, é bom o suficiente para prender a atenção de alguém até mesmo sobre um tema que não curte.

Abraço.

Rafael Portillo disse...

Seu comentário é muito pertinente. Mas infelizmente, este programa ainda nos pertubará por muito tempo, pois ainda faz sucesso lá fora.
Pelo menos, eles deveria fazer deste Reality Show algo mais real.

http://rafaelportillo.blogspot.com

Ronaldinho disse...

esse programa já era, comentei dele também outro dia....

Nina Ferreira disse...

A situação tá bem russa mesmo pra eles, mas eu acho que eles têm que sofrer um pouquinho mesmo, Carol. Pra muitos ali, ficar confinado não é privação suficiente. E tem que dar duro pra merecer o jogo, né?!

Beijão.

Alf. disse...

bbb... ja fui mais viciado, hj em dia nem rola muita disposiçao depois de um dia puxado, assisti um grupo de pessoas atoa esperando ganhar 1 milhao... eh sofredor ve que tem gente catando lixo pra achar o que lhe dê de comer enquanto pessoas de poder aquisitivo (alto!) estão enchendo a cara de cachaça, comendo e durmindo muito bem (de graça!) e se vender seu jaba legal corre o risco de ganhar 1 milhao...



bjao ;* e um forte abraço \o/ Saudades!!! ;)

não eh mais roda gigante? nossa tou ficando velho!!!

Bárbara (B.) disse...

Eu nunca me inscreveria pra um negócio desses! Imagine! Acho que quebraria tudo ou viveria pelada 24 horas no dia. Risos.

O Alessandro é mesmo um cara e tanto. Espero que tenha gostado dos escritos dele.

Beijo grande.

Teresa disse...

bom... o bbb, pra mim, tá cada dia pior.

sem falar o incentivo ao alcoolismo, como se fosse coisa bonita.

deviam ser punidos!!!!!!!

=*

Natália Coelho disse...

Bom o seu texto,mas hoje em dia eu nem me dou ao trabalho de assistir esse programa,perdeu a graça,ou eu achei coisas melhores pra fazer mesmo!

Beijos!

visite o meu

www.progestgrow.blogspot.com

maricotO disse...

Hahaha demais!
"ecologicamente correto com tend�ncias masoquistas"

Parab�ns!